Há muitos anos li o livro “Quem mexeu no meu queijo” a pedido da gerência de um projeto na cidade de Concórdia em Santa Catarina na UHE Machadinho, nesse período eu trabalhei na Camargo Corrêa que na época estava implantando um siatema novo de Gestão e precisando que tosos os gestores e líderes de processo participacem desse processo de uma forma homogênea e integrada, foi aí que a gerência contratou uma empresa especializada em processos de Gestão de Mudança e recomendou a leituras do Livro Quem Mexeu no Meu Queijo, e para não correr desculpas por parte dos participantes a empresa comprou mais de 100 cópias dos livros e distribuí entre as principais liderancas e profissionais da obra, para mim foi uma das melhores parábolas para falar sobre os desafios das mudanças que todos enfrentamos. Nos tempos atuais, é necessário saber mudar e estar disposto a REAPRENDER.

Gostaria de aproveitar sua visita e falar sobre o MEU QUEIJO. Tive uma carreira de quase 20 anos na área ambiental e dediquei 16 anos para trabalhar nas empresas Camargo Corrêa, Leme Engenharia, Biocev, Norte Energia, Azevedo Travassos, CCDL, Petrobras entre outras,  mas no final meu “QUEIJO” SUMIU.

Criei CORAGEM e decidi assumir uma paixão de infância e transformar em negócios o meu sonho em ajudar às pessoas,  então em janeiro de 2017 resolvi participar de um curso de Coaching Instituto Brasileiro de Coaching IBC, foi nessa época onde meu trabalho na UHE Belo Monte já tinha finalizado e como o mercado estava muito difícil resolvi fazer uma mudança de rumo.

Não foi fácil mas foi uma oportunidade que eu precisava dar para meu sonho, foi aí que mais uma vez o livro meu apresentou condições de encarar as transformações que estavam chegando.

“Quem Mexeu no Meu Queijo? (Who Moved My Cheese?, no original em inglês) é um livro motivacional escrito pelo Dr. Spencer Johnson. O livro apresenta uma parábola envolvendo quatro personagens: dois ratinhos, Sniff e Scurry, e dois “homenzinhos”, Hem e Haw. O livro é uma alegoria que retrata os objetivos que cada um de nós temos e as mudanças a que estamos sujeitos durante a busca destes objetivos. Durante a leitura, o leitor pode observar que atitude cada personagem toma diante das adversidades da vida e pode acabar se identificando com um dos personagens.”

Uma das minhas frases prediletas é:

“O que você faria se não tivesse medo?”

Ao ler o livro, você poderá se identificar com os ratinhos que são mais ágeis para se adaptar às mudanças, afinal VOCÊ deve se considerar uma pessoa flexível e que se adapta às mudanças. Porém, acho que o ser humano tem a tendência de achar que a CULPA é sempre do outro e na minha opinião (que já fui uma pessoa inflexível) é fundamental termos HUMILDADE para estar atentos às mudanças e saber quando devemos abandonar velhas crenças e hábitos.

Porém, também podemos pensar nos quatro personagens como diferentes partes de nós mesmos. Vejam o vídeo abaixo que é um excelente resumo do livro.

https://youtu.be/W5Wf7Xw32mM